Opinião: Corte de árvores no Santuário de Nossa Senhora da Visitação, em Vimioso

Recentemente foram cortados muitos dos pinheiros que embelezavam o Santuário de Nossa Senhora da Visitação, em Vimioso. Este corte apanhou de surpresa muitos dos habitantes da vila, para quem este espaço era um oásis de frescura, de silêncio, de contemplação, de oração, de celebração, de desporto, de caminhadas e de convívio.

Quanto tanto se fala da própria sobrevivência e do imperativo de respeitar a Natureza para evitar as alterações climáticas e o aparecimento de infeções virais de que é exemplo a atual pandemia, pergunto que valores ou razões estiveram na origem desta decisão de desflorestar aquele espaço cuja maior beleza é a sombra, a frescura e o aroma das próprias árvores?

Pergunto se alguém terá vontade de visitar e desfrutar do Santuário, quando este se torna num espaço ermo, seco, quente e desconfortável?

Como o Santo Padre Francisco ensina, decisões desta natureza devem ser tomadas em sinodalidade, isto é, com toda a comunidade. “Há que escutar as pessoas, pois é através delas que o Espírito Santo, muitas vezes Se comunica”, diz Francisco.

Lamento profundamente a decisão, a meu ver gravíssima, do corte das árvores naquele espaço sagrado. Na minha opinião, quem tomou a decisão de cortar as árvores, devia prestar esclarecimentos a toda a população, a quem frequenta a Igreja e quem não, porque o Santuário é para todos. Há que responder às questões: para quê o corte das árvores? Quanto dinheiro rendeu a venda da madeira? Que obras se pretende realizar com esse dinheiro? E o bem maior era mesmo a amputação e destruição deste espaço?

Hugo Anes

6 comentários em “Opinião: Corte de árvores no Santuário de Nossa Senhora da Visitação, em Vimioso”

  1. Massacre de uma das zonas mais belas de Vimioso!! Quanto anos demora a crescer um pinheiro??? Acto vândalo indigno de gentes boas como os Vimiosenses!! Quem fez isto??? A mando de quem? Leiam o texto que denuncia esta maldade tremenda do Senhor Hugo Anes…Acto que envergonha a Humanidade! Incrédula!!!

    Responder
    • Elisabete, bom-dia. É verdade sim, um dos recantos mais bonitos e agradáveis de Vimioso foi parcialmente destruído. Já solicitei explicações ao pároco e à diocese, para puder informar as pessoas sobre as razões do abate das árvores. Cumprimentos, Hugo Anes.

      Responder
  2. É pena quem escreveu o artigo, não ter perguntado vá quem de direito ou não tenha escutado a explicação que foi dada! Estás notícias tão alarmantes… só se escuta o que se quer o que et pena!
    Podia publicar a limpeza do santuário, mas foram buscar o que lhe interessa!
    E o Santuário não ficou deserto, ainda há muitas árvores…e como foi dito, outras vão ser plantadas!
    Quem tem ouvido que ouça!
    É o nosso jornalismo!

    Responder
    • Caro João, agradeço o seu comentário. Contudo, permita-me informá-lo que solicitei, em dois momentos, ao Padre Rufino, pároco de Vimioso, seu irmão, se teria disponibilidade para prestar informações sobre o abate das árvores. Ainda aguardo resposta. Cumprimentos. Hugo Anes

      Responder
  3. Não ao abate de árvores adultas e sãs, sendo estas fundamentais para a captação de carbono, combate à poluição e aos efeitos de estufa, fornecendo ao mesmo tempo sombra e bem-estar para os utilizadores das zonas circundantes, espero que o erro não se repita e que seja rapidamente reparado com a plantação de novas árvores.
    E sim, este é o papel do Jornalismo, informar e alertar de forma a que cada um de nós possa criar a sua opinião e debate-la de forma inteligente e construtiva.

    Responder

Deixe um comentário