Rua 25 de Abril 8, Miranda do Douro 5210-178 Portugal | 273 431 278

O município de Mogadouro vai atribuir cinco mil euros às empresas por cada nova contratação sem termo, propondo-se ainda a suportar os custos com a Segurança Social, adiantou o presidente da câmara, António Pimentel.

Antonio-Pimentel
Estas iniciativas empresariais, de acordo com o estipulado no regulamento, podem ser de caráter agrícola, comercial, industrial e turísticas. (MM)
Segundo a associação, na variante Terra de Miranda, agora apresentada, são incluídas as localidades de Vimioso e de Miranda do Douro no corredor ferroviário de Trás-os-Montes.

A Associação Vale d’Ouro acrescentou duas variantes, no Douro e em Terra de Miranda, ao estudo que propõe a construção da linha de alta velocidade ferroviária por Trás-os-Montes, num documento entregue ao ministro das Infraestruturas.

No próximo sábado, dia 7 de maio, Alfândega da Fé dá início ao principal certame do concelho que é designado por Festa da Cereja&Co e que se prolonga até 12 de junho. (Flickr)

As perdas na produção de cereja rondam os 40%, devido à vaga de frio, que se fez sentir no início do mês de abril, na Terra Quente transmontana, informou fonte da Cooperativa Agrícola de Alfândega da Fé.

O empreendimento hidrelétrico de Bemposta está edificado no troço internacional do rio Douro que atravessa aquele concelho fronteiriço e foi concessionado à francesa Engie. (flickr)

O município de Mogadouro requereu à Autoridade Tributária (AT), de forma oficial, a liquidação de todos os impostos inerente aos edifícios e construção que integram o aproveitamento hidroelétrico de Bemposta, localizado naquele concelho do Douro Internacional.

A loja "Alborada" é um conceito novo de negócio que junta a mercearia gourmet, com a promoção turística do concelho de Miranda do Douro. (AD)

No dia 9 de abril, abriu um novo espaço comercial em Miranda do Douro, denominado “Alborada”, uma loja inovadora onde é possível agendar passeios turísticos, programar atividades e experiências originais e ainda comprar produtos locais de qualidade.

A atual crise e escalada dos preços dos cereais é vista como uma oportunidade para recuperar o afamado centeio da Terra Fria ou o trigo barbela e trigo espelta. (flickr)

Um empresário de Bragança acredita que há uma nova oportunidade para os cereais da Terra Fria transmontana, que antigamente foram considerados pobres e quer convencer os agricultores a voltarem a plantar os cabeços abandonados.

Os ovinos de raça churra mirandesa tem um efetivo de 6.067 machos e fêmeas, repartidos por 75 produtores do planalto mirandês (Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso).

Os pastores do planalto mirandês estão a enfrentar dificuldades devido à seca e também à escalada dos preços dos fatores de produção, associados à guerra na Ucrânia.

Emanuel Soares e a esposa, Margarida, são os proprietários da pizzaria Gorgonzola, em Miranda do Douro. (HA)

A pizzaria Gorgonzola, em Miranda do Douro, é muito apreciada pela qualidade das suas pizzas, uma distinção que, segundo o pizaiolo, Emanuel Soares, resulta de um processo de aprendizagem, no qual aprendeu a preparar a massa e a escolher os melhores ingredientes, segundo a arte tradicional napolitana.

A 31 de março de 2022, realizaram-se as eleições para os órgãos sociais da Associação Comercial e Industrial de Miranda do Douro (ACIMD), para o triénio 2022/2025, tendo sido eleito presidente, Bruno Gomes, que assumiu que a prioridade é dar notoriedade ao comércio, à indústria e ao artesanato local.

Bruno Gomes é o novo presidente da Associação Comercial e Industrial de Miranda do Douro (ACIMD)
As rosquilhas foram o produto mais procurado na feira tradicional, em Argozelo. (HA)

A Feira da Rosquilha, em Argozelo, voltou a realizar-se passados dois anos de pandemia e atraiu a vinda de centenas de pessoas, que aproveitaram o fim-de-semana, de 2 e 3 de abril, para comprar alguns produtos locais, como as tradicionais rosquilhas e os folares para a Páscoa.

A Feira da Bola Doce Mirandesa, uma iguaria tradicional da Páscoa, vai regressar a Miranda do Douro, após dois anos de interregno devido às restrições provocadas pela pandemia, anunciou o município.

A vila de Argozelo vai realizar nos dias 2 e 3 de abril, a XV Feira da Rosquilha, um evento cujo objetivo é dar a conhecer e comercializar os produtos locais, como são as tradicionais rosquilhas, mas também o folar, o azeite, o vinho, o fumeiro, etc. e assim dinamizar a economia local.

Vão realizar-se no dia 2 de abril, as VI Jornadas Técnicas do Castanheiro, a partir das 14.30 h, em São Martinho de Angueira, com o objetivo de esclarecer e aconselhar os agricultores sobre boas práticas na cultura do castanheiro.

O certame dedicado ao turismo, regressou após uma ausência de dois anos, devido à pandemia, e realizou-se de 16 a 20 de março, na FIL,– Feira Internacional de Lisboa. (MV)

O Município de Vimioso apresentou na Feira de Turismo de Lisboa, os produtos mais emblemáticos do concelho como são o pão de Caçarelhos, a rosquilha de Argozelo, o azeite de Santulhão e, claro, as Termas da Terronha.

A Semana Gastronómica do Bacalhau vai decorrer de 26 de fevereiro a 6 de março de 2022, tendo aderido oito dos mais “emblemáticos” restaurantes da cidade e que vão oferecer vários pratos de bacalhau nas suas ementas.

A Associação Comercial de Miranda do Douro vai voltar a organizar a Semana Gastronómica do Bacalhau dirigida aos vizinhos espanhóis e dar assim um novo impulso à restauração local, um setor que foi bastante prejudicado pela restrições impostas pela pandemia.

Um quilo de casulas é vendido a 11 euros e do butelo a 14 euros, indicou o grão-mestre da confraria, Francisco Figueiredo, na apresentação do festival. (flickr)

Bragança vai voltar a realizar no fim de semana de 25 a 27 de fevereiro, o Festival do Butelo e das Casulas, um enchido de ossos e vagens de feijão secas que se tornaram dois dos produtos mais apreciados da gastronomia regional.

De 14 de fevereiro a 14 de março está a decorrer a XXIII edição do Festival de Sabores Mirandeses, através da plataforma online, com o objetivo de divulgar e comercializar a excelência dos produtos alimentares e do artesanato do concelho de Miranda do Douro.

A reunião realizou-se no dia 27 de janeiro, no auditório da Casa da Cultura, em Vimioso, onde participaram cerca de 70 associações de agricultores dos distritos de Bragança e Vila Real. (HA)

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) realizou em Vimioso, o conselho consultivo regional da região de Trás-os-Montes, onde informou as associações de produtores sobre o incumprimento do atual governo na execução dos fundos comunitários e criticou o plano estratégico para a agricultura entregue em Bruxelas.

Para o presidente da câmara municipal de Mogadouro é necessário agilizar a comercialização permanente com a vila francesa de Groslay. (flickr)

O município de Mogadouro e representantes autárquicos e associativos da vila francesa de Groslay delinearam uma estratégia de intercâmbios industriais, comerciais, culturais e de educação, estreitando assim laços de cooperação iniciados com uma geminação em 2013.

Já a funcionar desde 19 de dezembro, a mercearia Terra Fria, em Vimioso, oferece ao público o duplo serviço de cafetaria e de mercearia. (HA)

A 19 de dezembro, um jovem casal de emigrantes abriu a nova mercearia Terra Fria, em Vimioso, um espaço inovador onde é possível adquirir produtos regionais ou tão simplesmente tomar um café.

A quinta geração de internet móvel (5G) traz uma rede com mais velocidade e capacidade. (flickr)

O secretário-geral da Apritel afirma que “o mais importante” é que atualmente “o 5G está na rua”, sinal que os operadores estavam preparados e que não foram responsáveis pelo atraso no processo.

A laborar desde 2006, ao lagar de azeite de Santulhão acorrem produtores dos concelhos de Vimioso, Macedo de Cavaleiros, Mogadouro, Miranda do Douro e Bragança. (HA)

A boa qualidade da azeitona deste ano e a maior quantidade, comparativamente com os anos anteriores, fazem com que haja uma boa produção de azeite nos lagares da região, como é o caso do Lagar de Azeite de Santulhão (Vimioso).

O Mercado Rural Mirandês está de volta nos dias 4 e 5 de dezembro, oferecendo ao público, local e aos visitantes, a oportunidade de preparar a mesa de Natal, com o que de melhor se produz no concelho de Miranda do Douro.

O azeite de Trás-os-Montes é um produto de origem portuguesa com Denominação de Origem Protegida (DOP) pela União Europeia desde 1996. (HA)

O azeite de Trás-os-Montes está a ter “o melhor ano de sempre”, com um aumento da procura, que as organizações do setor atribuem às alterações dos hábitos alimentares dos consumidores, resultantes dos confinamentos impostos pela pandemia da covid-19.

O novo lagar de azeite de Vimioso dispõe da mais moderna maquinaria de limpeza, lavagem da azeitona e extração de azeite. (HA)

Vai começar a laborar o novo lagar de azeite, construído na zona industrial de Vimioso, uma obra de um milhão de euros que é vista como uma mais-valia para os produtores de azeite dos concelhos de Vimioso, Miranda do Douro e Mogadouro.

A rota turística tem uma extensão de cerca de 184 quilómetros. (HA)

Foi inaugurada uma rota turística através da Estrada Nacional 221 (EN 221) que liga as cidades de Miranda do Douro e da Guarda e que atravessa seis concelhos do Douro Superior e da Beira Interior, esta é uma iniciativa do Clube Escape Livre.

O Plano Estratégico da Terra de Miranda (PETM) visa valorizar os extraordinários recursos desta região, como são as excelentes condições para a produção agrícola. (flickr)

O Movimento Cultural da Terra de Miranda (MCTM) aprovou um plano estratégico assente em 34 projetos para valorizar os “extraordinários recursos” deste território como a língua e a cultura, a pecuária e a produção de energia, foi divulgado.

No próximo sábado, dia 20 de novembro, vai realizar-se a VII edição das Jornadas Micológicas, uma iniciativa promovida pelo município de Miranda do Douro, com o objetivo de promover e valorizar os cogumelos silvestres que frutificam na região.

A CNA reclama medidas que garantam o escoamento dos produtos agrícolas “a melhores preços à produção” e que travem o aumento dos custos dos fatores de produção. (flickr)

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) informou que os produtores de vinho e de castanha estão com dificuldades em escoar os seus produtos a preços compensadores, reclamando apoios que também mitiguem a subida verificada nos fatores de produção.

O Centro de interpretacão do mundo rural, em Mogadouro, inaugurou uma exposição dedicada aos cogumelos silvestres, um produto natural cada vez mais apreciado na gastronomia e muito procurado para venda na economia local.

Este ano, a quantidade de cogumelos para apanha diminuiu face a igual período do ano passado, devido às baixas temperaturas registadas e à falta de chuva. (flickr)

O tempo frio e seco que se faz sentir durante a noite no território do nordeste transmontano tem atrasado o aparecimento de cogumelos silvestres, muito apreciados na gastronomia local, o que deixa os apreciadores “dececionados”.

A campanha da castanha decorre entre o final de setembro e meados de novembro, contudo pode ser influenciada pelas condições do clima. (flickr)

A produção de castanha deverá aumentar até 20%, para cerca de 50.000 toneladas, na atual campanha, esperando-se frutos com melhor qualidade do que no ano passado, destinados, sobretudo, à exportação, adiantou a associação RefCast.

Após dois anos consecutivos suspensa por causa da pandemia, a Feira dos Gorazes, na vila de Sendim, está preparada para receber, nos dias 30 e 31 de outubro, cerca de 200 feirantes e milhares de visitantes vindos de todo o planalto mirandês e da vizinha Espanha, informou Luís Santiago, o novo presidente da União de Freguesias de Sendim e Atenor.

Nesta época no ano, o Outono, a Feira da Castanha de Avelanoso é o evento que traz mais gente a esta aldeia do concelho de Vimioso.

Após um ano de interrupção por causa da pandemia, a Feira da Castanha de Avelanoso, vai regressar nos dias 30 e 31 de outubro, um certame que atrai milhares de visitantes e por isso é um importante meio para os produtores locais comercializarem a sua produção de castanha.

Aline Domingues decidiu instalar-se no planalto mirandês para se dedicar à viticultura. (HA)

As vindimas são uma das tradições agrícolas mais antigas do nosso país, que é marcada por muito trabalho, mas também pela alegria e a festa. Na aldeia de Uva, no concelho de Vimioso, vive Aldine Domingues, uma jovem luso-francesa, que decidiu mudar-se no planalto mirandês, para aqui se dedicar à viticultura.

A carne mirandesa é hoje uma marca de referência nos mercados nacional e internacional, graças à Unidade Industrial de Transformação da Carne Mirandesa, localizada em Vimioso, inaugurada no dia 10 de agosto de 2011, há precisamente 10 anos. (por Hugo Anes)

O novo merc@do online está acessível no portal www.bestofvimioso.pt , onde pode realizar as suas encomendas com segurança e comodidade.

O município de Vimioso apresentou o portal de venda online “BEST OF VIMIOSO”, onde é possível divulgar e encomendar os melhores produtos e serviços locais, como são o azeite, o mel, as unidades hoteleiras e as Termas existentes no concelho.

Do concurso da terceira edição do programa “Promove” resultou a escolha de 10 projetos-piloto, seis ideias inovadoras e três projetos de investigação e desenvolvimento (I&D) mobilizadores.

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), o BPI e a Fundação La Caixa vão disponibilizar 2,5 milhões de euros para apoiar 19 projetos e ideias para desenvolvimento do interior de Portugal, anunciaram estas entidades.

A aldeia de Picote é uma aldeia cada vez mais procurada pelos turistas nacionais e estrangeiros, que ficam maravilhados com os recursos naturais e culturais aí preservados, em boa parte graças ao trabalho da freguesia local e do atual presidente, Jorge Lourenço. 

Jorge Lourenço, presidente da freguesia de Picote, tem sido um grande impulsionador do desenvolvimento turístico de Picote. (HA)

Deixe um comentário