Zona Industrial lote 60, Mogadouro | Telemóvel: 964 437 004 |sonorizacoestuna.com

Na tarde desta sexta-feira, dia 19 de abril, os alunos da escola básica de Miranda do Douro (EB1) vão participar numa aula de iniciação ao canto grego e turco e no Domingo, dia 21 de abril, a Igreja paroquial da Quinta do Cordeiro, em Duas Igrejas, é o placo do concerto de Primavera “Músicas e Transes de Anatólia”.

A companhia Filandorra vai percorrer 3.000 quilómetros nas próximas duas semanas, no interior Norte, para “Contar e Cantar Abril”, um espetáculo de teatro e música que revive a ditadura, a clandestinidade, a emigração e a guerra colonial.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi instituído em 18 de abril de 1982, com o propósito de chamar a atenção do público para a diversidade do património e sensibilizar para a sua proteção e conservação. (flickr)

Para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinala a 18 de abril, o Município de Miranda do Douro programou várias atividades, como um peddy paper, visitas guiadas ao centro histórico, concertos e a animação pelas ruas da cidade.

Entre 1960 e 1969, cerca de 640 mil portugueses emigraram, 20 a 25% dos quais de forma clandestina. (flickr)

A emigração no século XX é retratada na peça de teatro “Ir a Salto”, que se baseia em histórias reais de quem clandestinamente transpôs fronteiras, mas também de quem foi enganado e deixado na aldeia transmontana de França.

O género mais procurado foi a literatura infantojuvenil, com o maior número de unidades vendidas - 35,3% do total -, a um preço médio de 11,03 euros. (flickr)

Nos primeiros três meses deste ano, foram vendidos cerca de três milhões de livros em Portugal , o que traduz um aumento de 5,8% face ao mesmo período de 2023, apesar do aumento médio de preços de 1,8%.

Ladrão que rouba ladrão…” é o nome da comédia à portuguesa que vai ser representada no palco do miniauditório, em Miranda do Douro, no serão de sábado, dia 13 de abril, às 21h00.

A biblioteca municipal António Maria Mourinho, em Miranda do Douro, recebeu a 11 de abril, a visita do historiador e escritor, José Milhazes, que viveu 38 anos em Moscovo, sendo por isso um conhecedor da sociedade, política e história da Rússia e um acreditado intérprete da atual invasão e guerra na Ucrânia.

Neste fim-de-semana de 5, 6 e 7 de abril, a cidade de Miranda do Douro e a aldeia de Vale de Mira são palcos dos concertos e workshps musicais “Ecos da Montanha”, um projeto da autoria de Jacinto Neves, no qual participam vários músicos mirandeses.

Ao longo deste mês de abril e no âmbito das comemorações do cinquentenário do 25 de abril, o município de Vimioso vai promover várias atividades, que começam neste sábado, dia 6 de abril, com a oficina artística ‘As Conquistas de Abril’.

A Casa da Cultura, em Vimioso, tem em exposição até 5 de maio, uma coleção de “Artes Decorativas”, da autoria de Teresa de Jesus Freire Pinto, natural do concelho de Vimioso, que faz trabalhos em crochet, bordados, aplicação em estanho, bainhas abertas e pintura.

A dupla Lúria apresentou o seu primeiro disco de originais, “Manantial”, composto por nove temas que fazem parte do cancioneiro tradicional da Terra de Miranda e ao qual acrescem sonoridades mais atuais e instrumentos de orquestra.

A Banda Filarmónica da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vimioso (AHBVV) vai presentear a população com o concerto de Páscoa, no serão de sábado, dia 30 de março, no auditório da Casa da Cultura.

Em setembro de 2023, Ricardo Flecha doou ao município de Miranda do Douro uma capa d'honras com mais de 100 anos. (HA)

No Domingo, dia 24 de março, Miranda do Douro voltou a assinalar a importância cultural da Capa D’Honras, com a realização da cerimónia anual dedicada a esta indumentária típica das regiões da Terra de Miranda e da província de Zamora (Espanha), tendo este ano homenageado o saudoso escultor, Ricardo Flecha.

O OWL+ é um projeto Erasmus+ que cria caminhos para os educadores integrarem línguas ameaçadas com poucos recursos nas suas atividades de ensino. (HA)

A 11 de abril, a cidade de Miranda do Douro acolhe o 3.º encontro OWL+, promovido pela União Europeia, que visa aumentar a sensibilização para o papel dos professores e educadores na revitalização e manutenção das línguas minoritárias.

Em Algoso, o evento religioso e cultural “Sábado de Aleluia & Mercado Medieval”, agendado para o fim-de-semana da Páscoa, dias 30 e 31 de março, foi cancelado devido à previsão de chuva, informou a presidente da União de Freguesias, Cristina Miguel.

Na noite de 19 de março, alguns moradores da aldeia de Palaçoulo recuperaram a antiga tradição de “encomendar as almas”, que consiste num ritual da Quaresma, que leva as pessoas a percorrerem as ruas da aldeia, para lembrar à população local de rezar pelos que já partiram.

No fim-de-semana de 30 e 31 de março, Algoso volta a celebrar a Páscoa com a tradição do Sábado de Aleluia e a encenação de um mercado medieval, com 50 expositores de produtos regionais e muita animação, tendo como propósitos promover as tradições locais e o património edificado desta aldeia histórica.

De 14 de março até 13 de maio, está em exibição na Casa da Cultura Mirandesa, a exposição “Frol de la lhana – o trabalho da lã no planalto de Miranda”, da autoria de Isabel Sá, que consiste numa coleção de fotografias, textos, instrumentos de trabalho e peças, que mostram as várias etapas no fabrico da lã, deste o pastoreio, passando pela tosquia até à tecelagem.

No âmbito do festival “Ciclo de Música sem Tempo” vai realizar-se a 15 de março, na concatedral de Miranda do Douro, o concerto “No Monte das Oliveiras” interpretado pelo grupo Ensemble Cardo-Roxo, que vai orientar também uma oficina de “Canto Polifónico Português”, no dia 16, na Casa de La Música Mirandesa.

O município de Miranda do Douro está há cerca de dois anos a proceder à inventariação do número de Capas de Honra existentes no concelho.

A presidente da Câmara Municipal de Miranda do Douro, Helena Barril, apelou para a conservação das tradicionais Capas d’Honra Mirandesas, independentemente do estado em que se encontrem, porque são um elemento identitário e cultural deste território raiano.

Na sexta-feira, dia 8 de março, às 21h00, vai ser exibido o filme “Anatomia de uma queda”, da realizadora francesa Justine Triet.

Nos dias 8 e 10 de março, vai ser exibidos no cinema municipal, instalado no miniauditório de Miranda do Douro, os filmes “Anatomia de uma queda” e “Zona de Interesse”, duas produções cinematográficas recentes que foram premiados no Festival de Cannes (França) e estão nomeados para os Óscares de 2024.

Para assinalar do Dia Internacional da Mulher, nos dias 8 e 9 de março, Vimioso e Miranda do Douro, respetivamente, são os palcos da peça de teatro “Amigos com benefícios”, uma comédia familiar na qual a atriz, Sofia Alves, interpreta o papel principal.

O prémio reconhece a série “Retratos de Minha vida, Rugas da Minha Terra”, com imagens que respiram vida e capturam a essência de uma região rica em cultura e tradição. (foto: DR)

A Associação Portuguesa dos Profissionais de Fotografia (APPImagem) distinguiu a obra do fotógrafo mogadourense, David Rodrigues, pelo trabalho “Retratos de Minha vida, Rugas da Minha Terra” que congrega oito instantâneos captados na Terra de Miranda.

Estão abertas as inscrições para o curso online de Língua e Cultura Mirandesa (nível 2), que vai decorrer de 14 de março a 30 de abril, em horário pós laboral e tem como finalidade aprofundar os conhecimentos dos participantes sobre a língua e a cultura mirandesas.

O catálogo do museu é constituído por quatro conteúdos descritivos e pelo registo fotográfico e identificativo das peças que integram a exposição. (HA)

Nesta sexta-feira, dia 1 de março, é apresentado na Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro (CTMAD), em Lisboa, o catálogo do museu etnológico “José Quina”, um espaço museológico localizado em Vimioso e cuja coleção dá a conhecer da vida rural dos séculos XIX e XX.

A disciplina de língua mirandesa é lecionada no Agrupamento de Escolas de Miranda do Douro em todos os ciclos e anos escolares. (HA)

Uma família de mecenas criou um prémio anual para distinguir os melhores alunos da disciplina de Língua e Cultura Mirandesa, que frequentam ou frequentaram o Agrupamento de Escolas de Miranda do Douro (AEMD).

Desde 1 de outubro de 2023, Algoso passou a integrar a rede “Aldeias de Portugal”, uma distinção que segundo a presidente da União de Freguesias de Algoso, Campo de Víboras e Uva, Cristina Miguel, veio reconhecer a singularidade desta localidade, onde se destaca o património cultural, com o castelo construído nos inícios da nacionalidade (século XII) mas também a preservação de antigas tradições como o Sábado de Aleluia, que se celebra na Páscoa.

Cristina Miguel é a atual presidente de União de Freguesias de Algoso, Campo de Víboras e Uva, que compreende ainda as aldeias de Mora, Vale de Algoso e Vila Chã.

Na tarde de sábado, dia 17 de fevereiro, Fabíola Mourinho vai apresentar na biblioteca municipal de Miranda do Douro, o primeiro livro da sua autoria “O sonho perdeu o h”, uma obra literária infantil que tem por finalidade transmitir valores como o sentido de pertença, a importância dos afetos e da perseverança na concretização dos sonhos.

A Terça-feira de Carnaval foi festejada em Sendim, com o já tradicional desfile e o enterro do Entrudo, duas atividades organizadas pela freguesia local e que mais uma vez, reuniram centenas de pessoas na praça central da vila, para ver os disfarces, as máscaras e as sátiras dos grupos participantes.

No dia 24 de fevereiro, cerca de 70 grupos de mascarados, provenientes de três países europeus, com mais de 700 figurantes vão reunir-se em Bemposta, Mogadouro, para celebrar o Encontro de Rituais Ancestrais.

Em Algoso, a festa do Ramo de São João voltou a celebrar-se no Domingo Gordo, dia 11 de fevereiro, com a eucaristia dominical, seguida da arrematação do ramo e a corrida da rosca, numa tarde que apesar da chuva, contou com a participação da população local, sobretudo dos jovens e foi animada por um trio de gaiteiros.

O Festival do Entrudo de Santulhão vai decorrer de 10 a 13 de fevereiro, com um programa variado de atividades que inclui uma montaria ao javali, concertos, passeio pedestre, workshop, rally papper, teatro, jantar do butelo, e no final a já tradicional expiação, desfile e julgamento do Entrudo.

A aldeia de Águas Vivas celebra esta sexta-feira e no sábado, dias 9 e 10 de fevereiro, a festa em honra de Nossa Senhora das Candeias, uma festividade cujos preparativos envolvem toda a comunidade, na apanha das xaras, na confeção e venda dos roscos e na montagem e leilão dos ramos.

Na manhã desta quinta-feira, dia 8 de fevereiro, cerca de 30 mulheres de Algoso, meteram as mãos na massa e começaram a confecionar os roscos para a Festa do Ramo de São João, uma antiga tradição que se celebra anualmente no Domingo Gordo, que antecede a terça-feira de carnaval e o início da Quaresma e que este ano acontece no Domingo, dia 11 de fevereiro.

A definição de uma estratégia e a criação de uma entidade para a defesa da língua tem vindo a ser defendida pelas entidades locais. (HA)

Entidades ligadas à salvaguarda e divulgação do mirandês reagiram “com satisfação” à constituição do grupo de trabalho para promoção da língua mirandesa, publicada em Diário da República, abrindo caminho à estratégia “há tanto tempo ambicionada” por associações locais.

No dia 29 de janeiro, assinalaram-se os 25 anos do reconhecimento oficial da língua mirandesa, através da publicação em Diário da República da lei 7/99, que reconheceu os direitos linguísticos da comunidade mirandesa.

A Associação de Municípios do Douro Superior (AMDS) promove ao longo do ano o Festival Cultural “Douro Superior com Vida e Movimento”, uma iniciativa cultural que abrange os oito municípios deste território duriense.

Em Sendim, São Sebastião é o patrono dos Bombeiros locais. (TR)

No Domingo, dia 21 de janeiro, o peditório para a festa em honra de São Sebastião, voltou a ser animado com as danças dos pauliteiros pelas ruas da vila, uma antiga tradição que já não acontecia desde 1985.

Entre 13 de janeiro e 11 de março, a Casa da Cultura Mirandesa, em Miranda do Douro, vai exibir a exposição “As Cores do Silêncio”, da pintora Clara Guerra.

Na tarde do dia 27 de dezembro, realizou-se em Miranda do Douro, o primeiro Conselho Geral para a Língua Mirandesa, uma iniciativa do município que tem como objetivo definir um plano estratégico para a salvaguarda da língua, auscultando as várias entidades e personalidades que se dedicam ao estudo, preservação e divulgação do mirandês.

O pavilhão multiusos, em Sendim, encheu-se de gente na tarde de Domingo, dia 7 de janeiro, para o XVIII encontro “Bamos a cantar l’s Reis”, uma tradição que este ano contou com a participação de nove grupos e proporcionou o convívio entre as gentes de várias localidades do concelho de Miranda do Douro.

Com o propósito de manter viva a tradição dos cantares dos Reis, o município de Miranda do Douro, vai promover na tarde de Domingo, dia 7 de janeiro, no pavilhão multiusos, em Sendim, o encontro “Bamos a cantar ls Reis”, uma iniciativa que vai contar com a participação de nove grupos de todo o concelho.

O Ministério da Cultura detalhou que o Museu do Abade de Baçal (Bragança) e o Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro), ficam a partir de 1 de janeiro sob gestão da Museus e Monumentos de Portugal. (flickr)

Os equipamentos culturais e monumentos propostos para gestão dos municípios de Bragança e de Miranda do Douro ficam, afinal, sob gestão do Estado, esclareceu o Ministério da Cultura.

O “Concerto Anho Nuobo Geraçones” está agendado para as 17h00, do dia 1 de janeiro, na Escola EB1, em Miranda do Douro.

Em Miranda do Douro, o concerto de Ano Novo vai ser interpretado pelas várias gerações que ao longo de 20 anos compuseram o coro infantil da Escola Básica e que na tarde de 1 de janeiro vão cantar um repertório de músicas mirandesas e outros géneros musicais.

Nos dias 29 e 30 de dezembro, o festival de música Geada, que acontece em Miranda do Douro, vai destacar a língua e cultura mirandesa, por serem os maiores ativos deste território nordestino.

Segundo alguns investigadores transmontanos, o mascarado de Vale de Porco é denominado de Velho/Belho Chocalheiro ou até mesmo de Diabo.

Em algumas aldeias do concelho de Mogadouro, os rituais profanos do solstício de inverno continuam a resistir ao despovoamento, tornando-se mesmo num cartaz turístico nos tempos de natal e ano novo.

No dia 24 de dezembro, a vila de Sendim vai celebrar o dia de consoada com a Fogueira do Galo, uma festividade em que os destaques são o acender da fogueira ao final da tarde, a Missa do Galo, o leilão do Ramo de Natal e a ceia pela noite dentro à volta da fogueira, animada pela música dos gaiteiros e as danças dos pauliteiros.

Este ano, o concerto de Natal, em Miranda do Douro, vai ser interpretado pelo cantor, Rui Drumond, vencedor do programa “The Voice Portugal” e no espetáculo musical agendado para o serão de sábado, dia 23 de dezembro, na concatedral, o músico português vai interpretar temas clássicos de Natal como “White Christmas”, “Adeste Fideles”, entre outros.

No Domingo, dia 17 de dezembro, a Festa em honra de Santa Luzia, em São Pedro da Silva, voltou a ser animada com o peditório protagonizado pelo “Velho e a Galdrapa”, duas personagens mascaradas de um antigo ritual, que evoca a celebração do fim das colheitas e a chegada do inverno.

No sábado, dia 16 de dezembro, a Associação Filarmónica Mirandesa celebra o seu 130º aniversário, com a realização, em Miranda do Douro, do I Festival Luso-Hispano, um evento musical que nesta primeira edição vai contar com a participação da Banda de Música de Zamora.

A XXII Feira das Artes, Ofícios e Sabores (FAOS), em Vimioso, encerrou no passado Domingo, dia 10 de dezembro, com a realização do X Festival de Folclore da Castanha, um evento cultural que animou a feira com as cantigas e danças dos ranchos de Vimioso, Ponte de Lima e São Salvador de Árvore (Vila do Conde).

Este ano, a tradição do Velho e da Galdrapa realiza-se a 17 de dezembro, no decorrer da Festa em honra de Santa Luzia.

No Domingo, dia 17 de dezembro, aquando da celebração da Festa em honra de Santa Luzia, em São Pedro da Silva, no concelho de Miranda do Douro, volta a recriar-se a tradição do Velho e da Galdrapa, um ritual que assinala a chegada do inverno.

O Festival D’Onor, da aldeia de Rio de Onor, no concelho de Bragança, foi distinguido com o Alto Patrocínio do Senhor Presidente da República na área da cultura, anunciou a Associação Montes de Festa, organizadora do evento.

O cinema está de regresso a Miranda do Douro, a partir de 8 de dezembro, com a exibição do filme “O Último Animal”, do realizador mirandês, Leonel Vieira, um filme que vai ser projetado com o novo equipamento de imagem e som de última geração, recentemente instalado no miniauditório da cidade.

“Alma Viva” está nomeado para o Goya de Melhor Filme Ibero-americano, juntamente com “La memoria infinita” (Chile), “Puan” (Argentina), “La pecera” (Porto Rico), e “Simón” (Venezuela).

O filme “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, é candidato aos prémios Goya, que vão ser entregues no dia 10 de fevereiro de 2024, em Valladolid (Espanha), no decorrer da 38.ª edição do festival.

No Domingo, dia 3 de dezembro, a igreja paroquial de Fonte Aldeia (Miranda do Douro) é o palco do concerto de Outono, interpretado pelo grupo de nacionalidade sueca, “Kraja”, um espetáculo que faz parte do festival “Ciclo de Música sem Tempo”.

A proposta do Livre foi aprovada na Comissão de Orçamento e Finanças sem votos contra, a abstenção do IL e do PSD e votos favoráveis dos restantes partidos. (flickr)

Os deputados aprovaram uma proposta do Livre, de alteração ao Orçamento do Estado para 2024 (OE2024), para criação de uma unidade orgânica para promoção da língua mirandesa, com uma dotação de 200 mil euros.

No âmbito da candidatura das “Danças Rituais dos Pauliteiros nas festividades tradicionais de Miranda do Douro”, o município organizou um seminário, no sábado, dia 25 de novembro, durante o qual foram apresentados os sete grupos de pauliteiros e as nove festividades que aguardam pela classificação de património cultural imaterial.

Entre 23 e 25 de novembro, o papel da mulher vai estar em destaque na XI edição da Bienal da Máscara – Mascarte, que vai decorrer em Bragança.

O concerto em Miranda do Douro faz parte do “Roteiro Cultural do Património e dos Poetas do Douro Superior”, que tem como finalidade promover o património existente nos municípios do Douro Superior, através da realização de eventos culturais. (flickr)

No sábado, dia 11 de novembro, a concatedral de Miranda do Douro é o palco do concerto de ópera “Bocherini e Mozart”, um evento cultural agendado para as 21h00, que é promovido pela Associação de Municípios do Douro Superior (AMDS), em parceria com o município de Miranda do Douro.

No fim-de-semana de 11 e 12 de novembro, várias localidades do concelho de Miranda do Douro, entre as quais Paradela, vão celebrar a festa em honra de São Martinho, com um programa religioso e cultural, que contempla a missa, seguida de um almoço (ou jantar) convívio e que culmina com o tradicional magusto de castanhas assadas e jeropiga.

A capela do Moderno Escondido, no Barrocal do Douro, foi o palco do concerto de Outono, protagonizado pelo grupo “Hardança”, que na tarde de Domingo, dia 5 de novembro, presenteou o público com um repertório de músicas, muitas delas cantadas na língua mirandesa e inspiradas no amor às gentes e tradições da Terra de Miranda.

Para a realização dos Concertos de Outono, o Município de Miranda do Douro conta com a colaboração da Diocese de Bragança-Miranda, ao permitir que os espetáculos se realizem nas várias igrejas paroquiais do concelho. (flickr)

Na tarde de Domingo, dia 5 de novembro, a Igreja Paroquial do Barrocal do Douro, em Picote, vai ser palco do concerto musical do grupo Hardança, um evento inserido no ciclo de Concertos de Outono, promovidos pelo município de Miranda do Douro, com o objetivo de levar a música às várias localidades do concelho.

No dia 28 de setembro, em Lisboa, António Bárbolo Alves, prestou a sua primeira conferência na Academia das Ciências de Lisboa, com o título “You nun sou you – As teias que a língua tece”. (HA)

Após a sua eleição para a Academia das Ciências de Lisboa, o professor e investigador da língua mirandesa, António Bárbolo Alves, ministrou a sua primeira lição na instituição científica, no passado dia 28 de setembro, um acontecimento que é visto como um reconhecimento da sua obra académica e uma valorização da língua e cultura mirandesas.

O filme “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, é candidato a uma nomeação para os Prémios Gaudí da Académia del Cinema Catalá, na categoria de Melhor Filme Europeu, segundo a lista divulgada em Barcelona.

A placa distintiva da inscrição do "Processo de Confecção da Capa de Honras" no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI) foi afixada na Câmara Municipal de Miranda do Douro. (HA)

Os Pauliteiros de Miranda e uma artesã da confeção da Capa d’Honras Mirandesa, acompanhados pela presidente do município de Miranda do Douro, Helena Barril, participaram no dia 21 de outubro, em Lisboa, no programa comemorativo dos 20 anos da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO.

Na tarde do próximo Domingo, dia 15 de outubro, a igreja paroquial da Póvoa, vai ser o palco do primeiro concerto musical de Outono, protagonizado pelo grupo Charango.

O curso presencial em “Mirandês – Língua e Cultura" está a ser frequentado por 10 alunos. (HA)

Continua a decorrer na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), o curso presencial em “Mirandês – Língua e Cultura”, uma formação presencial, que está a ser ministrada em horário pós-laboral e visa dotar o público em geral, de conhecimentos sobre a língua e cultura mirandesas.

No mesmo período, também a Catedral de Miranda do Douro viu crescer o número de visitantes em cerca de 40% (Flickr))

Nos primeiros nove meses do ano, os museus e monumentos geridos pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), registaram mais de 1,75 milhões de visitas, um aumento de 17% face ao mesmo período de 2022.

Segundo o investigador António Tiza, estes rituais, que envolvem figuras "demoníacas e pantomineiras mascaradas" e que encarnam ritos de "fecundidade e abundância", são cultos a prestar nas festas de inverno no nordeste transmontano. (Foto: AVCB)

As aldeias de Bruçó, Bemposta e Vale de Porco, no concelho de Mogadouro, estão a salvaguardar as tradições ancestrais dos rituais e figuras ligadas ao solstício de inverno, características do nordeste transmontano.

No âmbito da I Bienal Intercultural Transfronteiriça e Europeia que decorreu em Vimioso, de 27 de setembro a 4 de outubro, a realizadora do filme “Alma Viva”, Cristèle Alves Meira, partilhou com a população do concelho, o Globo de Ouro, atribuído pela categoria de melhor filme do ano.

A 1ª Bienal Intercultural, Transfronteiriça e Europeia, iniciou- se em Vimioso, a 28 de setembro, com a abertura do congresso internacional, dedicado a partilhar experiências e aprendizagens, sobre os modos como a cultura pode ser uma alavanca no desenvolvimento social e económico dos território rurais.

O curso tem uma duração de 16 horas e é ministrado por Ana Afonso, natural de São Martinho e formada em ensino de Línguas.

Iniciou-se a 25 de setembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), o curso presencial em “Mirandês – Língua e Cultura”, que decorre em horário pós-laboral e visa dotar o público em geral, de conhecimentos sobre a língua e cultura mirandesas.

Associações e investigadores da península ibérica defenderam em Picote, que as línguas minoritárias estão na base da construção europeia e apelaram à vontade política para o seu reconhecimento, como é o caso do mirandês.

Vimioso acolhe entre o dia 27 de setembro e 4 de outubro, a 1.ª Bienal Intercultural, Transfronteiriça e Europeia, um evento que pretende reunir especialistas europeus em várias áreas do saber e trazer centralidade geográfica a este território.

No próximo Domingo, dia 3 de setembro volta a realizar-se o passeio pedestre “Planalto Mirandês”, entre Miranda do Douro e o santuário do Naso, na Póvoa, uma atividade que é organizada pelo município de Miranda do Douro e insere-se na festa em honra de Nossa Senhora do Naso, cujo maior destaque é a celebração religiosa do próximo dia 8 de setembro, dia da Natividade de Nossa Senhora.

Em São Martinho, as “Festas de ls Dançadores, em honra de Nossa Senhora do Rosário” decorrem de 20 a 26 de agosto, num programa em que os destaques foram a apresentação do filme “Capa d’Honras”, o concerto dos “Galandum Galundaina” (com as pauliteiras locais) e no sábado, dia 26, a missa solene, a procissão e a atuação dos pauliteiros ou dançadores de São Martinho.

De 17 a 27 de agosto, estão a decorrer em Carção, as Festas em honra de Nossa Senhora das Graças, uma festividade que é celebrada há 152 anos e que este ano tem como destaques os concertos dos artistas Jorge Guerreiro e Emanuel e no Domingo, a missa solene e a procissão de “Adeus à Virgem”.

Como já é tradição em Sendim, as Festas em Honra de Santa Bárbara iniciaram-se no Domingo, dia 6 de agosto, com o Festival de Pauliteiros, um evento cultural que este ano, para além dos grupos locais, contou com a participação dos grupos convidados de Duas Igrejas e dos Antigos Alunos do Orfeão da Universidade do Porto (AAOUP).

A festa em honra do Divino Santo Cristo, em Picote, decorreu no fim-de-semana de 5 e 6 de agosto, num programa festivo, cujos destaques foram a assembleia comunitária, no Dia da Freguesia, e a missa solene em Honra de Santo Cristo, seguida da procissão, acompanhada pela Banda Filarmónica Mirandesa.

O objetivo do curso é desenvolver “conhecimento linguístico explícito sobre a língua e a sua didática”, encontrando instrumentos para promover o ensino do mirandês. (NUC)

Numa época em que o mirandês se encontra “severamente ameaçado”, a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) propõe um estudo sobre a língua, com a primeira edição do curso “Mirandês: Linguística e Didática”, cujas inscrições estão abertas até 14 de setembro.

A Associação da Língua e Cultura Mirandesa (ALCM) tem por objeto a prossecução de atividades relacionadas com promoção, defesa, conhecimento, estudo, desenvolvimento e divulgação da Língua Mirandesa. (HA)

O município de Miranda do Douro e a Associação da Língua e Cultura Mirandesa (ALCM) assinaram um protocolo de cooperação destinado à execução das atividades de defesa e ensino do mirandês, no montante de 50 mil euros.

A submissão da candidatura foi realizada no Dia da Cidade, 10 de julho, data em que Miranda do Douro celebrou 478 anos de elevação a cidade e sede da diocese. (foto: PS)

O município de Miranda do Douro submeteu a 10 de julho, Dia da Cidade, a candidatura das “Danças Rituais de Pauliteiros nas Festas Tradicionais”, ao Inventário Nacional de Património Cultural Imaterial Matriz PCI, sendo que a iniciativa é considerada um momento histórico para a cultura mirandesa.

O município de Miranda do Douro tem em fase de preparação uma candidatura dos pauliteiros à Matriz PCI - Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial. (foto. Ana Ramalho)

O município de Miranda do Douro, em parceria com Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) – Terras de Trás-os-Montes e a Microsoft Portugal, desenvolveu um projeto tecnológico inovador designado GPM – Guia Prático do Município.

No serão do dia 26 de junho, a Banda de Música da Força Aérea Portuguesa esteve em Vimioso, para presentear a população local com um concerto, no pavilhão multiusos, inserido nas comemorações do 71º aniversário da Força Aérea Portuguesa.

O município de Miranda do Douro revelou que nunca foi contactado pelo Ministério da Cultura para receber a gestão do Museu da Terra de Miranda. (flickr)

O município de Miranda do Douro discorda de assumir a gestão do Museu da Terra de Miranda e segundo o vereador com o pelouro do Património, a autarquia nunca foi contactada pelo Governo acerca deste assunto.

A diretora do museu da Terra de Miranda, Celina Bárbaro Pinto, defende que, embora regionais, os museus em causa guardam obras e tesouros nacionais. (flickr)

Os diretores de seis equipamentos culturais de Miranda do Douro, Bragança, e Braga insurgiram-se contra a reorganização da gestão dos museus e monumentos e ameaçam mobilizar a população para reverter a decisão do Governo.

O Governo decidiu extinguir a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e criar duas entidades públicas – o instituto Património Cultural e a empresa Museus e Monumentos de Portugal, cujos diplomas de criação devem entrar em vigor a 01 de janeiro de 2024. (flickr)

A tutela de sete museus portugueses, entre os quais o museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro) vão passar para os municípios até ao final do ano.

Nos dias 9, 10 e 11 de junho, a aldeia de Atenor voltou a ser o destino de milhares de pessoas, que quiseram participar na XI Ronda das Adegas, um evento cultural que mostra as potencialidades do mundo rural, como os produtos da terra e a gastronomia, os antigos ofícios e os animais, os jogos tradicionais, a música, os concertos e até o teatro de rua, que este ano encerrou a festa.

Durante os três dias do evento, a comunidade local, aos artistas, investigadores e visitantes vão ser presenteados com um programa diversificado de atividades.

Nos dias 8, 9 e 10 de junho, Picote volta a ser o local dos “Encontros Primavera 2023”, um evento cultural e científico, organizado pela associação local FRAUGA, que reúne artistas, investigadores e a comunidade, em torno de um tema relevante para a localidade e que este ano é dedicado às “Paisagens subterrâneas”, numa alusão às barragens.

Já está tudo pronto para a XI Ronda das Adegas, um evento cultural, musical e gastronómico que vai decorrer nos dias 9, 10 e 11 de junho, na aldeia de Atenor, em Miranda do Douro, onde são esperadas cerca de 5 mil pessoas, segundo a Associação Cultural e Desportiva de Atenor, organizadora do evento.

A Carta Europeia das Línguas Regionais e Minoritárias do Conselho da Europa é um mecanismo que visa a salvaguarda das línguas minoritárias da Europa. (HA)

A Associação de Língua e Cultura Mirandesa (ALCM) congratulou-se com a aprovação, por unanimidade, de um projeto de resolução que recomenda ao Governo que conclua a vinculação do país à Carta Europeia das Línguas Regionais ou Minoritárias.

Na tarde de Domingo, dia 28 de maio, o Santuário de Nossa Senhora do Naso, na Póvoa, foi o recinto das Olímpiadas Desportivas, o campeonato de jogos tradicionais do concelho de Miranda do Douro, que este ano reuniu cerca de 300 participantes das várias freguesias e que teve de ser interrompido devido à chuva.

No dia 21 de maio, o grupo de música tradicional mirandesa, “Galandum Galundaina” apresentou na rádio Antena 1, a nova música “Júlia”, um single que é um prenúncio do novo álbum que está a ser trabalhado pelos músicos, que continuam a criar música para divulgar a identidade cultural da Terra de Miranda.

O projeto do Campeonato dos Jogos Tradicionais é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal – Terras de Trás-os-Montes (CIM-TT), no qual participam os nove concelhos de Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

Na tarde do próximo Domingo, dia 28 de maio, vai realizar-se no recinto do Santuário de Nossa Senhora do Naso, na Póvoa, as Olímpiadas Desportivas com a realização de jogos tradicionais como o fito, a sueca ou a corrida de sacos, uma iniciativa que pretende perservar este património cultural e proporcionar momentos de convívio entre as diferentes gerações.

Em Miranda do Douro, o Dia de Reis foi celebrado no sábado, dia 7 de janeiro, com um encontro dos grupos corais do concelho, que cantaram as tradicionais músicas de Reis, para o muito público que quis assistir ao espetáculo.

Com o propósito de manter viva a tradição de cantar os Reis, o município de Miranda do Douro, vai promover no serão de sábado, dia 7 de janeiro, o encontro “Bamos a cantar ls Reis”, uma iniciativa que vai juntar no miniauditório vários grupos corais de todo o concelho.

Nos últimos anos temos assistido ao recuperar de velhas tradições que envolvem os mascarados. (Maschocalheiro)

Após dois anos de interrupção devido à pandemia, Mogadouro volta a acolher no dia 14 de janeiro, mais de duas dezenas de grupos dos rituais do solstício de inverno vindos de Portugal e Espanha.

Ao longo do dia de consoada, os jovens mirandeses dedicam-se à recolha e transporte de lenha, em antigos carros de bois, para depois fazer a fogueira do galo, em frente à concatedral, que vai ficar acesa até ao dia de Reis. (MMD)

Chegados ao mês de dezembro, a festividade do Natal é vivida com muito entusiasmo pelos mirandeses, sejam eles, crianças, jovens, adultos e também idosos. O presidente da freguesia, Francisco Parreira, falou-nos sobre as tradições de Natal, em Miranda do Douro, com destaque para a festa dos rapazes solteiros, que têm a missão de recolher lenha e acender a fogueira do galo, em frente à concatedral.