Taça Distrital: Sendim com um pé na final da Taça

No primeiro jogo das meias finais da Taça Distrital de Bragança, o C.D.C. Carção recebeu a visita do G.D. Sendim, no estádio municipal de Vimioso e num jogo muito disputado e equilibrado o Sendim adiantou-se na eliminatória ao vencer por 0-1.

O único golo do jogo foi apontado pelo sendinês, Genê, aos 83 minutos.

Um jogo das meias finais da Taça Distrital é sempre aguardado com muita expetativa. E no jogo deste Domingo, dia 20 de fevereiro, as equipas do Carção e do Sendim demonstraram que têm qualidade e valor para ganhar a Taça Distrital da Associação de Futebol de Bragança.

Neste primeiro jogo, o Carção, como lhe competia, foi a equipa que mais se esforçou por ganhar o jogo. Logo, no primeiro minuto, um remate forte rasou a barra da baliza do Sendim, o que deixou os sendineses de sobreaviso.

Como é caraterístico do seu treinador, António Forneiro, o Carção privilegia o jogo direto e rápido. No entanto, o Sendim é constituído por jogadores experientes e fortes fisicamente, que se opuseram bem às investidas do Carção.

Quem foi assistir ao jogo não saiu defraudado nem aborrecido. Pelo contrário, ao longo dos 90 minutos, o desafio foi muito intenso, com os jogadores de ambas as equipas a disputarem abnegadamente cada jogada.

Em resultado da boa prestação defensiva das duas equipas, as oportunidades de golo não foram muitas, mas nem por isso o jogo perdeu interesse.

Do lado do Sendim, destaque para o regresso à titularidade do veloz avançado, Bruno, que foi incomodando, aqui e acolá, com as suas possantes arrancadas a defesa carçoneira.

Do lado do Carção, destacou-se o seu meio-campo muito aguerrido e combativo, o que dificultou muito a construção de jogo dos estrategas Cipriano e Genê.

No final dos primeiros 45 minutos, a igualdade 0-0 demonstrava bem o equilíbrio entre as duas formações.

No recomeço do jogo, o Carção voltou a entrar forte, conseguiu ter mais tempo a posse de bola e instalou-se mesmo no meio-campo do Sendim. A equipa visitante optava por sair em transições rápidas, sempre que surgia a oportunidade para isso.

Aos 80 e 81′, o Carção rematou forte e colocado mas a bola saiu um pouco ao lado da baliza de Armando.

E aos 83 minutos, o Sendim respondeu com o único golo do jogo. Na sequência de um pontapé de canto, a bola sobrou para Genê, que sem marcação, efetuou dois remates sucessivos e à segunda tentativa fez o único golo do jogo (0-1).

Este golo quase no final do desafio premiou a paciência do Sendim (que soube defender e sofrer quando a isso foi chamado) e também a inteligência e sobriedade, pois soube atacar nas poucas oportunidades que teve.

Em desvantagem, o Carção continuou a lutar e ao minuto 98′, Chumbo, efetuou um novo remate forte e colocado, mas mais uma vez a bola saiu um pouco por cima da baliza sendinesa.

Pouco depois, a equipa de arbitragem apitou para o final de um grande jogo de futebol. Carção e Sendim, embora tenham estilos de jogo diferentes, revelaram que têm qualidade e valor para ganhar a Taça Distrital de Bragança.

O segundo jogo das meias finais está agendado para o dia 20 de março, em Sendim.


Equipas

C.D.C.Carção: Buba, Costinha, Gonçalo (cap.), Zé Vitor, Lafaiete, Adão, Boris, Rui, Diogo Moura, Diogo Fernandes e Lobrano.

Suplentes: Castro, Zé Tó, Finati, Chumbo, Samcum, Onugo e Miko.

Treinador: António Forneiro

“Não concordo com o golo validado ao Sendim. Na minha opinião, o resultado justo era o empate. Embora tivéssemos criado várias oportunidades de golo não conseguimos concretizá-las. Ainda há o segundo jogo em Sendim, que é um campo tradicionalmente difícil, mas vamos tentar ganhá-lo para chegar à final da Taça.” – António Forneiro

G.D. Sendim: Armando, Rhuan (cap.), Valentim, Kiki, Caio, Edilzo, Tiago, Cipri, Genê, Bruno e Diego.

Suplentes: Bruno Canhoto, Luan, Leandro, Rodrigo, Manuel João, Alexander e Lorenzo.

Treinador: André Irulegui

“Foi um jogo difícil. O Carção é uma equipa muito difícil de defrontar. Optámos por dar-lhes a iniciativa do jogo, para depois jogarmos nas transições. E como é habitual nestes jogos, a equipa que menos erra tem mais probabilidade de ganhar. A vitória é pela margem mínima, mas é uma vantagem para o jogo da segunda mão.” – André Irulegui

Taça Distrital AF Bragança Futebol

Resultados Meias-Finais 1.ª Mão

                                                                                   1.ª Mão          2.ª Mão

C.D.C. Carção – G.D. Sendim                              0-1               (20/03)

A.D.C. Rebordelo – GD Bragança                      0-0               (20/03)

HA

Deixe um comentário