Sendim: ETAR foi concluída

A vila de Sendim, no concelho de Miranda do Douro, viu concluída a 1 de setembro, a nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), que pretende resolver os problemas ambientais nos cursos de água que vão desaguar ao rio Douro.

O presidente da câmara, Artur Nunes, lembrou que a ETAR já se encontra a operar há algum tempo, “mas foi necessário fazer alguns ajustes técnicos para permitir uma maior eficácia do novo equipamento, no tratamento de águas residuais da localidade que está inserida em pleno Parque Natural do Douro Internacional (PNDI).

O projeto da nova ETAR, teve o custo de um milhão de euros, cofinanciado em 85% por fundos da União Europeia (através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) e veio substituir uma outra ETAR, que “estava obsoleta e não funcionava, criando constrangimentos ambientais”, explicou Artur Nunes.

Também o presidente da União de Freguesia de Sendim e Atenor, Aquilino Ginjo, disse que a nova ETAR traz ao território melhor qualidade de vida ambiental à população e aos visitantes.

“A partir de agora vamos ter as ribeiras que atravessam o território de Sendim mais limpas e um ecossistema mais sustentável”, sublinhou.

A nova ETAR de Sendim, que vai servir uma população de um milhar de habitantes, vai permitir “a redução de consumo energético, apresentando um contributo para a redução das emissões de gases de efeito estufa (associados ao consumo de energia), garantindo um aumento da melhoria da qualidade da descarga das águas residuais em área protegida”.

Lusa | HA

Deixe um comentário