Política: Rui Rio denuncia perseguição a um membro do Movimento Cultural da Terra de Miranda (MCTM)

O presidente do PSD acusou o Ministério das Finanças de estar a mover um processo “pidesco”, a uma pessoa que fazendo parte do movimento cívico, é também funcionário da Autoridade Tributária (AT).

O líder do PSD recordou que em Miranda de Douro, constituiu-se um Movimento Cultural da Terra de Miranda para defender a sua terra e que tem liderado a luta contra a EDP não querer pagar os impostos devidos pela venda das barragens.

De acordo rui Rio trata-se de uma “perseguição absolutamente intolerável, ao jeito do Estado Novo”, na qual o Ministério das Finanças abriu um processo de inquérito a um funcionário da Autoridade Tributária porque é membro do movimento e, nessa qualidade, redigiu um documento técnico que foi apresentado ao Presidente da República e ao Governo.

“É inadmissível, é tentar calar as pessoas pela coação, isto é pidesco”, acusou Rio.

Na resposta, António Costa disse desconhecer “em absoluto a abertura de qualquer inquérito” desse tipo.

“Custa-me muito a acreditar que tenha havido a abertura de um inquérito por delito de opinião ou pela elaboração de um documento (…) Ficaria muito surpreendido, mas se aconteceu é inaceitável, seja no Ministério das Finanças seja em qualquer outro”, respondeu o primeiro-ministro.

Lusa | HA

Deixe um comentário