Pandemia: 154 mil pedidos de agendamento para vacinação de crianças

Foram realizados cerca de 154 mil pedidos de agendamento para a vacinação contra a Covid-19 de crianças entre os 5 e os 11 anos, segundo os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

Em comunicado, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), adiantam que foram realizados cerca de 154 mil pedidos de agendamento para os dias 6, 7, 8 e 9 de janeiro.

Na parte da manhã destes quatro dias vai decorrer a vacinação das crianças com 5 a 11 anos.

No período da tarde, nos mesmos dias, decorrerá a administração de doses de reforço contra a covid-19, em modalidade de Casa Aberta através de senha digital, especificamente para a comunidade escolar (Pessoal docente e não docente).

“Os utentes elegíveis da comunidade escolar do ensino básico e secundário e das Respostas Sociais na infância que queiram vacinar-se com a dose de reforço, terão de efetuar previamente o pedido de senha digital no Portal COVID-19 (https://covid19.min-saude.pt/casa_aberta/)”, é indicado na nota.

O SPMS esclarece que para usufruírem do sistema de senha digital da modalidade Casa Aberta os utentes devem solicitar uma senha no dia em que pretenderem ser vacinados.

Neste portal, deverá ser preenchido um formulário, sendo posteriormente enviada para o telemóvel uma senha digital com o respetivo número e hora prevista.

A partir de 6 de janeiro, mais de 100 mil crianças entre os 5 e 11 anos, vão ser vacinadas durante a manhã, enquanto que os professores e outros profissionais das creches e ATL, vão ser vacindos à tarde.

No primeiro período para estas idades, que decorreu no fim de semana de 18 e 19 de dezembro, foram vacinadas 95.752 crianças com a dose pediátrica da Pfizer.

A decisão de vacinar este grupo etário foi anunciada pelo Governo em 10 de dezembro, após a recomendação da DGS, ouvida a Comissão Técnica de Vacinação e ponderadas as questões de natureza logística com o núcleo de coordenação de apoio ao Ministério da Saúde.

Entre 05 de fevereiro e 13 de março serão administradas as segundas doses, altura em que ficará concluído o esquema vacinal para esta faixa etária, estima o Governo.

No início da semana foi também anunciado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, que professores e profissionais das creches e ATL receberiam uma dose de reforço da vacina contra a covid-19.

Fonte: Lusa

Deixe um comentário