Futebol: Mirandês venceu com categoria em Argozelo

Após a interrupção do Natal e da passagem de ano, o campeonato distrital de futebol sénior foi reiniciado no Domingo, dia 9 de janeiro e no jogo realizado em Argozelo, os visitantes mirandeses venceram por concludentes 0-3.

No jogo relativo à 12ª jornada, a superioridade dos mirandeses foi bem notória pela maior posse de bola, pelo posicionamento tático (3x5x2) e pela maior frescura física evidenciada pelos seus jogadores.

Os visitantes iniciaram a partida com muita intensidade, o que empurrou o Argozelo para a sua área que só conseguia sacudir a pressão mirandesa, através de um ou outro contra-ataque.

Nos primeiros 15 minutos, o Mirandês dispôs de duas oportunidades de golo. Primeiro, através de um cabeceamento aos 5 minutos que levou a bola a sair por alto da baliza argozelense. De seguida, aos 8′, e na sequência de uma recuperação de bola no meio campo que deu aso a uma transição rápida, o remate final acabou por sair desenquadrado da baliza adversária.

Face a estas investidas, o Argozelo conseguiu responder aos 24′, através do avançado Paulo Fernandes que conseguiu segurar bem a bola entre os centrais mirandeses, rodou e desmarcou um companheiro de equipa, mas este em vez de progredir em direção â baliza mirandesa optou por fazer um passe que saiu longo pela linha final.

O Mirandês respondeu no minuto seguinte, ao beneficiar de um livre direto que Kiko executou bem, obrigando o guarda-redes, Miguel Veloso, a defender e a a bola a embater ainda no poste.

A partir dos 30 minutos, o Argozelo conseguiu soltar-se mais. E aos 36′, a equipa de Fernando Teixeira conseguiu o primeiro pontapé de canto e na sequência do mesmo, o Argozelo causou muito perigo com um remate forte que embateu na trave mirandesa.

Aos 36′, o Argozelo rematou à barra da baliza do Mirandês.

Mas, logo de seguida o Mirandês respondeu e inaugurou o marcador (0-1) com o golo de Diogo, aos 40 minutos.

O mesmo Diogo rematou com perigo, aos 43′, mas desta vez a bola não levou a direção da baliza.

Concluída a primeira parte, o resultado premiava o maior domínio dos visitantes. O Argozelo jogou muito atrás e optou pelo contra-ataque, mas teve poucas oportunidades para se aproximar da baliza adversária.

No segundo tempo, quando se esperava uma reação do Argozelo à desvantagem de 0-1, o Mirandês continuou a superiorizar-se.

Os visitantes mantiveram por mais tempo a posse de bola, conseguiram jogar em toda a extensão do campo e colocaram, frequentemente, cinco a seis homens na linha da frente, o que complicou muito a construção de jogo do Argozelo.

Aos 61′, o Mirandês deu um novo aviso de perigo, numa transição rápida concluída com um remate final de Camará, que saiu ao lado da baliza argozelense.

E dois minutos depois, o Mirandês ampliou a vantagem (0-2), por intermédio do avançado Cleyson, ao concluir um cruzamento para dentro da área do Argozelo.

A partir daqui, os visitantes “tiraram o pé de acelerador”. E coube ao Argozelo assumir mais o jogo e a ir à procura de anular a desvantagem.

Com o Argozelo mais balanceado para o ataque, os visitantes aproveitaram para ampliar ainda mais o marcador, 0-3, novamente por Cleyson, aos 77′, na conclusão de uma rápida transição.

Nesta segunda-parte, a equipa do Argozelo só conseguiu efetuar o segundo remate enquadrado com a baliza adversária ao minuto 78′, para defesa fácil de Lamá.

Até ao final do jogo, não houve mais oportunidades de golo a registar.


Equipas

C.C.D. M. Argozelo: Miguel Veloso, André Lopes, Ícaro, Daniel Ramos, Alex Pontes, Vasco Afonso, Alberto Conceição, Carlos Sousa, Paulo Fernandes, Assis e Fábio.

Suplentes: Edmilson, Cleyton, Philipe, Humberto, Tom e Félix.

Treinador: Fernando Teixeira

“Foram duas semanas difíceis dado que tivemos alguns jogadores infetados com covid-19 e não pudemos treinar com a regularidade desejada. Sobre o jogo, o adversário foi superior sobretudo em termos físicos. Reconhecendo o incansável trabalho da direção do Argozelo, também estamos a atravessar um momento financeiro difícil, com dívidas e penhoras, o que nos dificulta ainda mais o nosso trabalho” – Fernando Teixeira.

G.D.Mirandês: Lamá (cap.), Elvis, Ramon, Djodje, Camará, Kiko, Gancho, Felipe, Diogo, Vinicius e Clayson.

Suplentes: Toy, Énio, Ricardo Diz e Zacarias.

Treinador: Nuno Rangel

“A primeira volta não correspondeu às expetativas do clube. Estou contente com a atitude dos jogadores, estiveram muito bem, num campo pequeno e difícil, onde os duelos são uma constante. Conseguimos marcar primeiro que o adversário e isso facilitou a nossa tarefa. O adevrsário teve que ir à procura de reduzir a desvantagem e com mais espaço conseguimos marcar mais dois golos e confirmar a vitória. Os jogadores estão a assimilar bem as novas ideias e vamos tentar fazer uma segunda volta diferente, com o objetivo de jogar sempre para ganhar” – Nuno Rangel.

Equipa de arbitragem

Árbitro: Rui Domingues

Assistentes: Miguel Tronco e João Gomes


12ª jornada

9/01Torre Moncorvo1-2AE Africanos Bragança
 Carção11-0Carrazeda de Ansiães
 Minas Argozelo0-3GD Mirandês
 Rebordelo3-1FC Vinhais
 GD SendimadiadoVila Flor SC
 BragançaadiadoÁguia FC Vimioso

Classificação

PJVEDGMGSDG
1Rebordelo33121101366+30
2Bragança31111010306+24
3FC Vinhais23127232912+17
4Carção20126243219+13
5GD Mirandês18125342614+12
6GD Sendim17115242714+13
7Minas Argozelo16125161530-15
8Vila Flor SC13114161535-20
9Águia FC Vimioso12113352120+1
10Torre Moncorvo9122371532-17
11AE Africanos Bragança8122281223-11
12Carrazeda de Ansiães0120012350-47

13ª jornada

16/01GD Mirandês15:00Torre Moncorvo
 AE Africanos Bragança15:00Carção
 FC Vinhais15:00Minas Argozelo
 Vila Flor SC15:00Rebordelo
 Águia FC Vimioso15:00GD Sendim
 Carrazeda de Ansiães15:00Bragança
Fonte: AF Bragança Div. Honra 2021/22 :: zerozero.pt

Deixe um comentário