Finanças: Submetidas mais de 2 milhões de declarações de IRS

Mais de dois milhões de declarações de IRS já foram submetidas no portal das Finanças, quando ainda decorre o primeiro mês desde que se iniciou o prazo para declarar rendimentos de 2021, segundo estatísticas das Finanças.

O portal registava 2.235.887 declarações de IRS submetidas, a maioria (1.777.795) da primeira fase, em que contribuintes declaram rendimentos obtidos de trabalho dependente e/ou de pensões, e o restante (458.092) da segunda fase em que declaram outras tipologias de rendimentos.

Logo no primeiro dia de entrega da declaração do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS)auferidos em 2021, foram entregues pelos contribuintes 456,4 mil declarações de IRS, revelou na altura o Ministério das Finanças em comunicado.

Destas declarações entregues no primeiro dia, mais de metade (54%) foram submetidas através do IRS automático, existindo cerca de três milhões de contribuintes que podem usar a funcionalidade do IRS automático.

Cinco dias úteis após o início da entrega este ano das declarações, em 08 de abril, o Ministério das Finanças comunicava que iam começar a chegar às contas dos contribuintes os primeiros reembolsos de IRS a processar, referentes aos rendimentos de 2021, adiantando que a campanha decorria sem constrangimentos.

“A partir de hoje, o processamento de reembolsos entra também em velocidade de cruzeiro, demorando cerca de três dias úteis entre o processamento da ordem de reembolso (após liquidação da declaração) e a entrada na conta bancária do contribuinte”, lia-se no comunicado.

O ministério, nesse documento, informava ainda sobre terem sido submetidas pelos contribuintes mais de 1,3 milhões de declarações de IRS, significando que, nos últimos 10 dias, terão sido submetidas mais quase um milhão de declarações de IRS, totalizando hoje mais de 2,2 milhões de declarações submetidas.

O prazo para a entrega da declaração anual dos rendimentos auferidos em 2021 iniciou-se em 01 de abril e termina em 30 de junho, existindo cerca de 3,5 milhões de agregados familiares que podem beneficiar do IRS automático.

Fonte: Lusa

Deixe um comentário