Finanças: Mais de 450 mil declarações de IRS já foram entregues

O prazo de entrega da declaração anual do IRS arrancou no dia 1 de abril e logo no primeiro dia foram entregues 456,4 mil declarações, das quais 54% foram submetidas de forma automática, informou o Ministério das Finanças.

“Até às 18:00 do primeiro dia de campanha de IRS de 2022, relativa aos rendimentos auferidos em 2021, foram entregues pelos contribuintes 456,4 mil declarações de IRS”, avançou o gabinete em comunicado.

Segundo a nota, 54% das declarações foram submetidas através do IRS automático.

O ministério liderado por Fernando Medina acrescenta que “a campanha decorre com normalidade e sem constrangimentos” e lembra que os contribuintes podem entregar a sua declaração de rendimentos até 30 de junho, independentemente da categoria de rendimentos.

Ao longo do dia, o Centro de Atendimento Telefónico da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) recebeu cerca de 15 mil chamadas, das quais mais de 95% foram atendidas, tendo-se verificado um tempo médio de espera de 37 segundos, avança o gabinete.

Na nota, o gabinete refere ainda que a AT disponibiliza também atendimento presencial nos serviços de Finanças, podendo o agendamento ser feito através do Portal das Finanças ou do Centro de Atendimento Telefónico da AT.

O prazo para os contribuintes entregarem a declaração anual do IRS arrancou a 1 de abril e vai prolongar-se até 30 de junho, havendo cerca de três milhões de contribuintes que podem fazê-lo usando a funcionalidade do IRS automático.

Em causa, nesta campanha do IRS, está a declaração dos rendimentos auferidos ao longo de 2021, sendo que os três meses disponíveis para este acerto anual do IRS se aplicam a todas as tipologias de rendimentos e perfis de contribuintes singulares.

Para que possam proceder à entrega da declaração do IRS os contribuintes têm de estar munidos de uma senha de acesso ao Portal das Finanças, uma vez que aquela apenas pode ser submetida por via eletrónica.

Ao contrário do que tem sucedido em anos anteriores, desta vez não se registaram alterações em relação ao tipo de contribuintes abrangidos pelo IRS automático, o que faz com que, segundo o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, haja cerca de três milhões abrangidos por esta funcionalidade.

António Mendonça Mendes afirmou que a expectativa é que o prazo médio para o processamento do reembolso ronde este ano os 17 dias, tudo apontando para que os primeiros processamentos aconteçam ainda na primeira quinzena de abril.

Fonte: Lusa

Deixe um comentário