Solenidade de Todos os Santos

«Posso contar contigo?»

Ap 7, 2-4.9-14 / Slm 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 / 1 Jo 3, 1-3 / Mt 5, 1-12a

Thomas Merton, conhecido mestre espiritual do século XX, nos primeiros tempos da sua conversão teve uma conversa com um dos seus amigos que o marcou para sempre. Passeavam na Quinta Avenida, em Nova Iorque, e este seu amigo perguntou-lhe: «Thomas, o que queres ser?» – e ele respondeu-lhe: «Cristão!». O seu amigo respondeu-lhe: «Isso é pouco… O que queres realmente ser?» – ao que Thomas responde: «Um bom cristão». O amigo volta a dizer-lhe: «Isso é pouco… santo! O que deves desejar é ser santo!».

Esta bem-aventurada ambição passa-nos algumas vezes ao lado. Esforçamo-nos por ser boas pessoas, simpáticos, caridosos e negligenciamos o que há de mais radical na nossa vocação de cristãos: o apelo à santidade, o chamamento a reconhecer-se um pecador perdoado chamado a seguir Cristo.

O seguimento de Cristo é mais que voluntariado e delicadeza no trato. O seguimento de Cristo implica vários atrevimentos: o atrevimento de escutar a voz do Senhor; o atrevimento de questionar o que o Senhor nos vai pedindo; e o maior atrevimento de todos, a abnegação em lançarmo-nos no caminho que Ele nos aponta.

O cumular destes atrevimentos resultará na maior graça que podemos alcançar e que está disponível para todos: a bem-aventurança da santidade. Falta somente ousar vivê-la!

Hoje, Solenidade de Todos os Santos, juntemo-nos aos santos e santas, aos anjos e a toda a Criação no louvor de Deus. Recordemo-nos de que o caminho da santidade implica escuta, questionamento e adesão de coração inteiro. E, principalmente, alegremo-nos com este Deus que nos chama e conta connosco, com cada um de nós, filhos diletos e santos de Deus.

A santidade é-nos oferecida por Deus todos os dias. E cada vez que nos é oferecida, Deus pede-nos resposta a uma simples questão: «Posso contar contigo?».

O que deseja responder-lhe?

Fonte: Rede Mundial de Oração do Papa

https://www.redemundialdeoracaodopapa.pt/meditacao-diaria/1870

Deixe um comentário