XX DOMINGO DO TEMPO COMUM

Convicção

Jer 38, 4-6.8-10 / Slm 39 (40), 2-4.18 / Hebr 12, 1-4 / Lc 12, 49-53

O Evangelho de hoje deixa-nos estupefactos: Jesus não veio semear a concórdia e trazer a paz à terra? Não é através d’Ele que atingimos a certeza de que há um só Pai que a todos nos faz irmãos e que, como irmãos, podemos caminhar juntos rumo ao reino de justiça e alegria?

Por vezes optamos por ser discípulos «mornos», um tanto quanto «descafeinados». Desvalorizamos – ou pretendemos ignorar – as provocações constantes de Jesus à rejeição do pecado e o seu apelo recorrente à conversão. Imaginamos a «misericórdia» como perdão sem mais, quando esta tem o custo de toda a graça recebida: um acolhimento que transforma a nossa vida.

Seguir Jesus é muito mais do que ser simpático com os vizinhos e respeitador das diferenças. Seguir Jesus implica amar, profundamente, amigos e inimigos, conhecidos e estranhos, aqueles com quem estamos de acordo e aqueles cujas ideias e posições são irreconciliáveis com as nossas. É por isso que a fidelidade ao Evangelho pode acentuar as divisões e implicar perseguições.

Devemos, em todas as dimensões da nossa vida, promover a paz e a concórdia. Mas nunca sacrificando a verdade e o bem. O mal e a mentira devem ser sempre rejeitados.

Podemos juntar-nos, sem pruridos, ao coro de pessoas que clamam pela justiça climática e se manifestam contra todo o tipo de discriminação ou perseguição. Simultaneamente, devemos ser testemunho vivo de que há uma ordem da Criação, de que a natureza existe para ser cuidada, mas nós somos mais que natureza. Que o nosso corpo não é um parque de recreações ou um objeto para experimentação e que a diferença entre géneros é muito mais do que construção social.

O Papa Francisco lança-nos, através das suas encíclicas e exortações, no amoroso e exigente caminho do seguimento de Jesus. Sejamos bondosos e misericordiosos, como o Papa nos inspira a ser, mas sem negligenciar a beleza e a verdade da fé cristã.

Fonte: Rede Mundial de Oração do Papa

https://www.redemundialdeoracaodopapa.pt/meditacao-diaria/1791

Deixe um comentário