Mogadouro: Aviões do “Red Burros Fly-In” puseram toda a gente a olhar para o céu

No sábado, dia 30 de julho, Mogadouro voltou a organizar o festival aéreo “Red Burros Fly-In”, um evento que encheu o aeródromo de Mogadouro de aviões, atraiu a vinda de muito público, inclusive, da vizinha Espanha e deixou a todos de boca aberta, com as espetaculares acrobacias, este ano realizadas na zona histórica do castelo.

Este ano, o festival aéreo “Red Burros Flu-In” decorreu, simultaneamente, no aeródromo municipal de Mogadouro e na zona histórica do castelo de Mogadouro.

Após dois anos de interrupção por causa da pandemia, este ano, o festival aéreo “Red Burros Flu-In” decorreu, simultaneamente, no aeródromo municipal de Mogadouro – onde foi possível ver todos os aviões estacionados junto à pista – e também na zona histórica do castelo de Mogadouro, onde o público teve a oportunidade de ver as acrobacias aéreas.

A abertura oficial desta 11ª edição do “Red Burros Fly-In” coube ao presidente do município de Mogadouro, António Pimentel.

Esta apresentação contou com a participação da patrulha profissional do exército português, os Falcões Negros, que saltaram de paraquedas e houve também a passagem de aviões F16, pelos céus de Mogadouro.

De acordo com o presidente mogadourense, António Pimentel, o festival “Red Burros Fly-In 2022” traz um retorno significativo em setores de atividade como a hotelaria e a restauração.

“Para o município, o principal retorno é o enraizamento deste festival em Mogadouro. Este ano, realizou-se a 11ª edição do festival. E todas as edições têm decorrido muito bem. Por isso, queremos manter e melhorar este evento”, justificou.

Após a abertura do festival, seguiram-se as acrobacias aéreas nos céus da zona histórica do castelo de Mogadouro, com muito público a assisitir ao espetáculo.

Um dos pilotos que participou no espetáculo aéreo foi o jovem José Lickfold de Oliveira.

“Sou piloto de aviões e enveredei pelas acrobacias há dois anos. Vou fazer um voo muito técnico, com acrobacias e espero proporcionar um bom espetáculo”, disse.

Sobre esta sua primeira estadia em Mogadouro, o jovem piloto disse que apreciou muito o acolhimento das pessoas e a região é muito bonita quer em terra, quer vista dos céus.

Por sua vez, patrulha portuguesa YakStars, constituída por três aviões, efetuou acrobacias em formação, a mais de 300 quilómetros/hora. De acordo com o comandante da patrulha aérea, Fernando Marinho Pereira, a ideia inicial destes espetáculos aéreos era o de atrair pessoas para a aviação.

“A aviação muitas vezes é um mundo inacessível e desconhecido para a maioria do público. Com este festival em Mogadouro, pretendemos chamar as pessoas ao aeródromo. E para os jovens é uma motivação, dado que a aviação é mais uma carreira ou possibilidade para o seu futuro”, disse.

O piloto acrescentou que a indústria da aviação envolve muitos setores como são a manutenção, a engenharia, a pilotagem, etc.

No aeródromo municipal de Mogadouro, uma jovem família espanhola, vinda de Madrid, observava com interesse e entusiasmo os muitos aviões aí estacionados.

“Este é o primeiro festival aéreo que vemos depois da pandemia. E estou muito bem impressionado com a organização do festival de Mogadouro, dado que há muitos aviões históricos, clássicos, acrobáticos e mais modernos. E estou expetante por ver as exibições aéreas”, disse Eduardo, o pai da família.

O jovem casal, Nilton Pimentel e Marisa Carreira notaram que o festival Red Burros Fly-In traz sempre muita gente a Mogadouro.

“A mudança das acrobacias áereas para o centro histórico vai facilitar a concentração das pessoas na vila e favorecer os negócios locais”, indicou.

A sua namorada, Marisa Carreira, corroborou da opinião e afirmou que o festival aéreo é um excelente meio de divulgação de Mogadouro para o exterior e também um incentivo à incursão na aviação.

“Já tive a oportunidade de voar num deste aviões e gostava imenso de voltar a fazê-lo”, disse.

O ex-combatente e paraquedista, António Peres, natural de Brunhoso, usando a boina verde na cabeça, foi outra das visitas ao aeródromo municipal de Mogadouro.

“Tenho muito gosto em ver os aviões e este festival é um orgulho para Mogadouro”, concluiu.
As acrobacias aéreas foram realizadas nos céus junto ao castelo de Mogadouro.

Deixe um comentário