Macedo de Cavaleiros: Feira de São Pedro presta homenagem a Roberto Leal

A Feira de São Pedro, em Macedo de Cavaleiros, é um dos mais antigos certames do nordeste transmontano e regressa este ano, de 29 de junho a 3 de julho, com as novidades da bienal da arte e uma homenagem a Roberto Leal.

Nesta 37.ª edição da feira das atividades económicas, que esteve suspensa durante dois anos devido à pandemia covid-19, vai prestar-se homenagem ao cantor Roberto Leal, natural do concelho de Macedo de Cavaleiros.

A homenagem tinha sido prometida, depois da morte do artista, em setembro de 2019, pela Câmara de Macedo de Cavaleiros que organiza a Feira de São Pedro, em parceria com a Associação Comercial local, e que vai aproveitar o certame para lembrar o cantor.

O tributo aos 50 anos de carreira de Roberto Leal decorre a 1 de julho e é apontado pela organização como “um dos pontos altos” do certame, juntamente com a primeira Bienal de Arte Contemporânea de Trás-os-Montes.

A bienal “Linha de Água” abre ao público no primeiro dia da Feira de São Pedro, e durante três meses tem para mostrar diferentes manifestações artísticas, desde pintura, escultura, cerâmica, fotografia da autoria de artistas portugueses e estrangeiros.

As obras podem ser apreciadas em diferentes espaços, desde o Centro Cultural, Museu de Arte Sacra, sede do Geopark Terras de Cavaleiros, assim como em igrejas e juntas de freguesia.

A Feira de São Pedro decorre no Parque de Exposições Municipal e o certame é uma oportunidade para os macedenses e, em particular, os comerciantes e produtores do concelho promoverem os seus produtos.

Além das atividades económicas, a feira é também festa com animação de grupos tradicionais e concertos, sobretudo à noite, entre os quais o do artista português Virgul, a 02 de julho.

O certame não se limita ao parque de exposições e no primeiro dia, feriado municipal de Macedo de Cavaleiros, está também prevista a inauguração da Feira de Antiguidades e Velharias, no Largo dos Segadores, na cidade de Macedo de Cavaleiros.

No dia seguinte, no auditório da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Macedo de Cavaleiros, decorre um colóquio destinado aos empresários locais e que tem como tema central “Plano Estratégico da Política Agrícola Comum 2023/2027 – Estratégia para a Agricultura do Norte”.

“É uma das missões também deste tipo de iniciativas, criar momentos de informação aos empresários locais, procurando esclarecê-los sobre temáticas que são fundamentais para o desenvolvimento da sua atividade”, explicou o autarca.

Ao longo dos cinco dias do certame estão ainda previstas diversas atividades culturais e de lazer, como a caminhada de São Pedro, o ‘Moto-Foto-Rally’ ou a regata de canoagem de São Pedro.

O presidente da Câmara ressalva que a edição deste ano “não é ainda o regresso aos tempos pré-pandémicos”, mas acredita “que é um primeiro passo nesse caminho e, sobretudo, um importante impulso à economia local”.

Fonte: Lusa

Deixe um comentário