Futebol: Mirandês e Carção proporcionaram emoção até ao final

Na 3ª jornada do campeonato distrital, o Grupo Desportivo Mirandês, a jogar em casa, e o visitante C.D.C. Carção, proporcionaram um grande jogo de futebol, em que o resultado final foi um empate (1-1).

O jogo realizado no Estádio Santa Luzia, na tarde de Domingo, dia 17 de outubro, confirmou as expetativas: foi um grande jogo de futebol, muito competitivo e disputado até ao apito final.

No começo do desafio, quer o Mirandês, quer o Carção mostraram que tinham capacidade e profundidade para se aproximarem da baliza adversária. Nos primeiros quinze minutos, os visitantes surpreenderam mesmo os da casa, pelo seu atrevimento e pela virilidade com que disputavam cada lance.

No entanto, este empolgamento do Carção saiu-lhe caro. Aos 23′ minutos, na sequência de uma recuperação de bola no meio campo e graças a um rápido contra-ataque, o Mirandês inaugurou o marcador. Foi através do avançado Cleyson, que ao chegar ao vértice esquerdo da área do Carção, rematou alto e cruzado, levando a bola a embater no poste direito da baliza e a entrar para o fundo das redes do Carção. Estava assim feito o 1-0.

O golo deixou o aviso aos visitantes, que refrearam o seu empolgamento inicial.

Por seu lado, o Mirandês ganhou maior confiança com o golo. A partir daí, os da casa, conseguiram impor mais o seu jogo, assente em passes seguros, com os jogadores sempre em movimento e a procurar espaços para progredir no terreno.

Aos 34′, num novo contra-ataque bem desenhado, Cleison oferece o segundo golo, ao maestro da equipa, Francisco, mas este tentou colocar tanto a bola, que esta acabou por sair para fora.

Nesta primeira parte, o Carção só conseguiu efetuar o seu primeiro remate à baliza adversária, ao minuto 48′, na sequência de um cabeceamento que o guarda-redes, Buba, defendeu com segurança.

Depois chegou o intervalo.

Ao iniciar a segunda-parte, o Carção surpreendeu tudo e todos! Aos 48’m, na sequência de um livre muito bem marcado para o espaço entre o guardião Buba e as costas dos defesas mirandeses, o avançado carçoneiro, Nuno Machado, restabeleceu a igualdade no marcador (1-1), através de um desvio da bola bem executado .

Este empate animou muito o jogo, em particular, a equipa do Carção, que acreditou que poderia levar mais do que um ponto de Miranda do Douro. Do outro lado, os jogadores do Mirandês, a jogar em casa, sentiram-se “desrespeitados”.

Talvez por isso, Cleyson, o mais inconformado jogador do Mirandês, recuperou de novo a bola e executou um grande remate para grande defesa do guardião Douglas.

Aos 52′, o Carção beneficiou de um penalty, mal assinalado pelo árbitro Nuno Augusto. Foi na sequência de um passe longo para a área do Mirandês, no qual um defesa interceta primeiro a bola e só depois há contato com um avançado do Carção. O árbitro não interpretou assim e na conversão da grande penalidade, o “provocador” Finati” – passou o jogo a acicatar os ânimos dos adversários – rematou ao poste e perdeu assim a oportunidade de adiantar a os visitantes no marcador.

O falhanço do penalti, animou os mirandeses e levou-os à procura o segundo golo. Aos 66′, no seguimento de uma jogada, em progressão, o remate final embateu na trave.

Aos 79´, um livre dirigido para a área do Carção deu aso a um cabeceamento que obrigou Douglas a a uma defesa apertada.

À medida que se aproximava o final do jogo, a pressão e ansiedade crescia. Aos 84′, a bola embateu novamente na trave do Carção.

E a derradeira tentativa para chegar à vitória foi realizada por Francisco, aos 92′, com um remate de longe que levou a bola a embater novamente no poste da baliza carçoneira.

Pouco depois, o árbitro Nuno Augusto, concluiu um jogo que foi muito intenso. O Carção, à imagem do seu treinador, António Forneiro, foi sempre uma equipa muito combativa e acutilante. O Mirandês, mesmo a jogar no seu reduto, teve muita dificuldade em impor o estilo de jogo atrativo, de posse de bola, de passes, de procurar espaços e jogar rápido em progressão.


Equipas

Grupo Desportivo Mirandês: Buba; Elvis; Zacarias; Énio; Francisco; Diogo Gomes; Ramón; Cleyson; Vinicius; Dojdje e Gancho (cap.)

Suplentes: Lama; Ricardo Diz; Fila; Toy; Jamali e Diogo Pires

Treinador: Vitor Fernandes

“O Carção tem uma equipa muito aguerrida e lutou-se muito. Na segunda parte, sofremos o golo do empate de forma inesperada e isso abalou-nos um pouco. Tivemos várias oportunidades para marcar novamente mas a bola não entrou.” – Vitor Fernandes

C.D.C.Carção: Douglas; Rhuan; Zé Vitor; Lafaiete; Diogo; Adão; Boris; Ângelo; Nuno Machado; Finati (cap.); e Costinha.

Suplentes: Castro; Marcos; Zé Tó; Luís; Rodrigo; Paulo; Paulo Vitor.

Treinador: António Forneiro

“Fomos duas grandes equipas. Sabíamos que o Mirandês tinha jogadores de qualidade. Conseguimos empatar e acho que é justo.” – António Forneiro

HA


Jornada 3

17/10FC Vinhais3-1Torre Moncorvo
 GD Mirandês1-1Carção
 Bragança1-1GD Sendim
26/10Vila Flor SC21:00Minas Argozelo
06/02Carrazeda de Ansiães15:00AE Africanos Bragança
 Águia FC Vimioso15:00Rebordelo
Fonte: zerozero.pt

CLASSIFICAÇÃO

PJVEDGMGSDG
1Rebordelo93300102+8
2Carção7321062+4
3GD Mirandês5312061+5
4GD Sendim5312084+4
5Bragança4211031+2
6FC Vinhais4311132+1
7Torre Moncorvo1201113-2
8Águia FC Vimioso1301247-3
9Minas Argozelo1201105-5
10AE Africanos Bragança0100112-1
11Carrazeda de Ansiães0100103-3
12Vila Flor SC02002111-10
Fonte: zerozero.pt

Próxima Jornada

31/10Carção15:00FC Vinhais2h
 AE Africanos Bragança15:00GD Mirandês2h
 Torre Moncorvo15:00Vila Flor SC2h
 Minas Argozelo15:00Águia FC Vimioso2h
 Rebordelo15:00Bragança2h
 GD Sendim15:00Carrazeda de Ansiães2h
Fonte: zerozero.pt

Deixe um comentário